© 2018  - www.drasi.com.br

Produtos e Serviços sem Sentido

Quando se fala em vender produtos e serviços, a maioria das empresas ainda estão presas no modelo tradicional do século 20. Estão focadas nas  metas de produção, faturamento e com os olhos para os concorrentes. O resultados são produtos semelhantes e de baixo valor e diferenciação para os clientes. Neste caso vende mais quem ofertar pelo menor preço. É o famosos “oceano vermelho”.

 

Contrapondo a este modelo estamos vivenciando o momento de "protagonismo do cliente", com mais opções disponíveis e com transparência de informação. Isso faz com que os clientes tenham mais poder de escolha. Sendo assim, se eles não enxergam que um produto/serviço específico é interessante, logo procuram outras opções no mercado. Empresas que não entendem este movimento tendem a perder seus clientes dia após dia. Essa nova realidade está alterando a maneira com que as empresas produzem e comercializam suas ofertas.

 

A experiência do cliente é toda a vivência e percepção que ele tem de uma empresa. Isso envolve vários aspectos que não estão relacionados especificamente com o produto/serviço ofertado, de forma consciente e subconsciente. O produto entregue ao cliente é só parte da experiência, as empresas precisam repensar seu modelo de vendas. Um exemplo é a rede de lojas Reserva, que vende roupas masculinas e incorporou no seu modelo de negócio um aspecto social muito forte. Uma de suas ações sociais é que para cada peça de roupa vendida são doados cinco pratos de comida para pessoas em estado de fome crítica (1P=5P).

 

É preciso entender de verdade seu cliente, entender quem ele é e o que ele precisa. Faça uma imersão nos problema dele, use técnicas como criação de personas e mapeamento da jornada do cliente. Desenvolva empatia pelos seus clientes e tente enxergar "com os olhos dele". Trabalhe suas estratégias pensando em como transformar a aquisição do seu produto/serviço em uma experiência memorável "positiva". Explore os sentidos - visão, audição, olfato, tato e paladar. Empresas deixam ambientes agradáveis, com aroma, músicas boas, iluminação, tudo para que o cliente se sinta cada vez melhor no local e tenha boas lembranças.

 

Entretanto, o mais importante é entregar uma experiência que busca ir além das expectativas do cliente, é surpreendê-lo positivamente a todo o momento. Seja transparente e autêntico na relação com seu cliente, busque novos horizontes, não foque em ser melhor que seu concorrente, foque em ser melhor "para" seu cliente. Bem vindo ao século 21.


Nas próximas semanas vamos falar das âncoras que prendem as organizações e pessoas no século 20. Estamos vivendo a transição para um novo modelo de sociedade da era digital que está rompendo com o sistema econômico do último século. Entender essas mudanças e se preparar para os desafio e oportunidades é a chave para essa transição. A Drasi Conecta pessoas e organizações com a Nova Economia do Século 21 e nosso propósito é sermos contribuição para a evolução de uma nova consciência global.

 

Este conteúdo foi retirado do Livro Exploradores de um Mundo em Transformação, de Leandro Jesus e que participei como um dos coautores. ( Para comprar o livro na Amazon CLIQUE AQUI)

 

Deixe aqui sua opinião e participe de nosso debate neste processo de transição para a Nova Economia do século 21. Obrigado.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

RPA - Robotic Process Automation em Ação

1/10
Please reload

Posts Recentes

March 19, 2019

February 1, 2019

Please reload